sexta-feira, 30 de março de 2018

19:49

Meu Deus, Meu Deus, Por que me Abandonastes?

Morreu brutalmente espancada numa rua.
Morreu com quatro tiros à queima roupa.
Morreu com uma bala perdida nas favelas do Rio.
Morreu a machadadas pelo vizinho.
Morreu de fome e pela extrema miséria.
Morreu de frio nas ruas de São Paulo.
Morreu de overdose, pois o vício era uma saída para seus problemas e aflições.
Morreu por não aguentar mais a dor, o medo e a solidão e tirou a própria vida.

Morreu mais um Narazeno.
Vítima de um sistema que persegue, tortura, silencia, adoece e mata.

Jesus morre toda vez que fingimos que não é com a gente.
Jesus morre toda vez que a fé cristã é hipócrita pregando a Palavra e não vivendo-a.
Jesus morre toda vez que não acolhemos nossos iguais.
Jesus morre toda vez que diminuimos a dor do outro.
Jesus morre sempre que pensamos em punição, vingança e morte aos que violam leis.
Jesus morre toda vez que na Sexta da Paixão nos comovenos com sua crucificação, mas somos incapazes de parar de crucificar tantos irmãos e irmãs.

Hoje, Jesus foi condenado a morte mais uma vez e você gritou: "Crucifica-o!".