terça-feira, 10 de maio de 2011

23:58

.. . ii n c o n d ii c ii o n a l m e n t e . .. . ʚɞ

Abracei o meu destino quando eu tinha 14 anos.
Foi quando vi meu mundo cair pela segunda vez.
Chorei três dias e duas noites, aquele foi um sinal de que nada seria como antes.
Optei por dar as mãos ao acaso e seguir em frente.

Anos depois comecei a delirar.
Escrevia a cada dia mais, minhas ideias nem cabiam no papel.
E quantas ainda permanecem em minha cabeça ...
A insanidade me dominou.
Passei a gostar muito disso, que mal tem em viver a vida tão relativamente.
As incertezas, as descobertas, a liberdade em pequenas doses ..

Me corroei rainha de mim.
Uma interrogação, uma confusão.
Fui o que quis ser.
Verbalizei.
Poesifiquei meu destino.
Dei cor e tom a minha canção
Lutei.

Fui nominal e verbal.
Sujeito e predicado.
Fui imperativo, absoluto .. Fui eu mesma pela primeira vez em minha vida.
Fui Bianca Ortega, me tornei a Dona do Trovão!





.. .Imperativo, absoluto. .. 
É um produto interno bruto da minha mente, não vendo, eu apenas passo para frente .

 .. . ii n c o n d ii c ii o n a l m e n t e . .. .

0 comentários:

Postar um comentário