quinta-feira, 2 de maio de 2013

23:36

Aviso aos Navegantes.

Não me leia levianamente.

Não sou tão louca assim, mas também não sou normal. As vezes sou bruxa sim, feiticeira, mas que mulher não é? Não sou muito paciente, logo um foda-se já resolve tudo, tenho medos indizíveis e uma coragem beirando a insanidade, muitas vezes não uso por falta de vontade. Sou de caras e bocas, mas também de palavras, minto pouco, pois é preciso pra sobreviver, minha sinceridade é uma faca, mais me corta que arranha os outros, sou teimosa e outras vezes persistente. Não me leia pela metade, sou mais complexa e simples que bíblia, não custa tentar. Não me leve tão a sério, eu gosto de brincar, sou geniosa confesso, é difícil de negar, mas não sou de guarda ódio ou ranco por nada. Sou bipolar, tenho meus momentos, gosto de sempre estar, o ser me pesa muito, detesto rotular, então não me rotule. Eu amo dançar, não importa ao som de quê, seja funk ou rock in roll, eu gosto mesmo é de me soltar. O que você vê é o que sou, mas o que você vê já se mandou, partiu, deu lugar a outra coisa que agora sou eu. Não me leia por ler, deguste, mastigue, desfrute e critique, mas não me insulte, tens o direito de não gostar, até admiro tal atitude, mas não, em hipótese alguma, tens o direito de insultar minha obra. E por fim não julgue este livro mal trassado pela capa, a cara as vezes bela, encanta, mas as vezes mostro de 7 cabeças, ou mais, espanta qualquer nobre rapaz que tenta dessa história ser herói. Não é por maldade é apenas uma tal proteção digna de qualquer heroína dos tempos modernos em que vive, então perdoe minha insistência, mas não, não leia a mim como se fosse qualquer folhetim, prometo que não será demasiado, porém nem de toda calmaria.

Eu quero ser o segredo da descoberta.



0 comentários:

Postar um comentário