quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

19:29

Ninguém

Não faço questão do tempo perdido.
Não faço questão alguma.

Ninguém vai sonhar por mim.
Ninguém vai sonhar meu sonho.

Eu nunca fui o sonho de ninguém.
Eu nunca sonhei por ninguém.

Não faço questão da dor.
Não faço questão por favor.

Ninguém vai amar por mim.
Ninguém vai amar meu amor.

Eu nunca fui o amor de ninguém.
Eu nunca amei por ninguém.

Não faço questão da pergunta.
Não faço questão da labuta.

Ninguém vai trabalhar por mim.
Ninguém vai trabalhar meu trabalho.

Eu nunca fui o trabalho de ninguém.
Eu nunca trabalhei por ninguém.

Ao final quem sou eu?

A voz rouca no fundo do bar me diz:

- NINGUÉM! 

0 comentários:

Postar um comentário