terça-feira, 27 de maio de 2014

22:41

Alma Vadia.

Tudo dói.
Sangra a alma e o corpo dói.


Fui fugitiva de mim.
Assassinei minha alma,
E com medo fugi.
Fugi e arrastei o corpo 
Por toda avenida.

Era carnaval.
E o corpo ficou jogado na avenida.
A alma flutuava sobre o corpo.
Ou era o mormaço?
Não sei, só sei que tudo dói.

Reza a lenda que voltei.
Pior que antes e melhor do que nunca.



0 comentários:

Postar um comentário