terça-feira, 27 de maio de 2014

00:16

O espinho.

Tem um espinho no meio da flor.
Um espinho que fere a flor.
Flor que sangra leite de rosas.
Leite que perfuma o jardim.

Tem um espinho no meio do riso dela.
Espinho que maltrata o riso dela.
Riso que é triste e belo.
Beleza que encanta o coração.

Tem um espinho no coração do moço.
Espinho que judia do moço.
Moço que ama o riso dela.
Ela que não sabe amar.

Tem um espinho no meio do mundo.
Espinho que cega os corações do mundo.
Mundo que está perdido.
Perdido de amor pela flor.

E o espinho não ama ninguém.


0 comentários:

Postar um comentário