quarta-feira, 3 de setembro de 2014

07:47

Páginas ao vento.

Em minha máxima 
sinceridade amei
sonhei,
busquei,
ser o melhor que pude.
Quis,
ambicionei ser sua,
desejei teus beijos.
Lutei,
e conquistei você.
Todavia,
não posso prendê-lo,
não posso atá-lo 
a mim.
Este é o fim,
e sim
dói para mim,
e sinceramente
te amei sim,
mais que a mim.


00:54

Desfecho.

Eu não quero mais ouvir falar em você.
Não quero mais escutar tua voz.
Ela me destrói.
Não quero mais te ver.
Não quero que tenham visto você.
Isso me corrói.
Quero tua distância mais distante de mim.
Você me desmorona.
Me põe a baixo.
E eu ainda espero que me reconstrua na manhã seguinte.
Não quero sentir teu cheiro.
Muito menos saber dele em outros corpos.
Isso me sufoca.
Não quero teu sabor.
Teu calor e suor.
Quero tua ausência mais ausente de mim.